Make your own free website on Tripod.com

 

Anatomia Feminina

 

Qual a principal diferença entre o homen e a mulher ?
Podemos dizer que as semelhanças são muito maiores, ou seja 95% do corpo é igual. Das células aos órgãos as semelhanças são evidentes, porém é nos órgãos sexuais que estão as diferenças.

Primeiramente devemos definir órgãos sexuais como aqueles diretamente relacionados com o processo de reprodução e compreendem os genitais e glandulas mamárias.
Mas voltamos a pergunta inicial. Didaticamente dizemos que os órgãos genitais masculinos são basicamente visiveis externamente (pênis e escroto) e os femininos na sua maior parte são internos (vagina, útero, trompas e ovários).
Vamos iniciar o nosso estudo pelos genitais femininos.


a. vulva

A porção externa dos genitais femininos é chamada de vulva, popularmente é confundida com a vagina. Pode ser chamada jocosamente de “pombinha”, “perseguida” , etc...
Essa tendência a apelidar os genitais também é vista nos genitais masculinos e pode ser resultado de processo de defesa subconsciente de defesa pela diminuição dos genitais.
Trocando em miudos, você ja viu alguma outra parte do corpo com apelido? O pé por exemplo ou fígado? Mas os genitais apresentam dezenas de apelidos.
Notamos que na nossa cultura o sexo (função biológica essencial) é diminuido ou menospre zado, é algo que deve ser escondido.
A região genital é limitada superiormente pelo monte de vênus, que é recoberto de pelos (em disposição triangular nas mulheres e losangular nos homens) e inferiormente pelo ânus.
A vulva é composta por duas pregas de pele, a primeira rica em tecido adiposo e com inten sa pilificação e pigmentação é chamada de grandes lábios, ja os pequenos lábios não apresenta tecido adiposo nem pelos , mas apresenta capacidade eretil e é extremamente rica em glandulas sebaceas.
Separando os grandes dos pequenos lábios temos o sulco interlabial.
Na porção superior os grandes e pequenos lábios encontram-se e envolvem o clítoris, formando como no homem um prepúcio (superiormente) e um freio (inferiormente).
Separando-se os pequenos lábios encontramos as demais estruturas externas:


b. óstio vaginal

É a abertura da vagina, podendo ser recoberta pela membrana himenal. O hímem apresen ta-se com um orificio por onde a menstruação se exterioriza, este orificio pode ser central ou ser múltiplo
A membrana himenal rompe-se normalmente na relação sexual, porém alguns himens são elásticos podendo permitir que ocorra penetração vaginal sem romper, ou inversamente pode ser extremamente rígido necessitando ruptura cirurgica. Após o coito com ruptura os retalhos restantes do himen se transformam em carúnculas himenais
O hímem é chamado vulgarmente de “selinho”, sendo associado a virgindade.
A virgindade é um conceito extremamente machista, vejamos , como provar se um homem é virgem? Por outro lado é bom considerar que dependendo do tipo de hímen pode ocorrer penetração sem ruptura, ou uma pessoa pode ter relação sexual anal ou oral e continuar virgem.
Na verdade o que importa para a nossa sociedade é saber se aquela criança é do pai.
A garantia de que a mulher não tenha tido relação é o himem.
. Uma pessoa não vale pela a presença de uma membrana ou não, ela vale pelo que ela é.


c. vagina

A vagina mede aproximadamente 9 à 10 cm, sua parede é composta por tecido musculomem branoso com capacidades elásticas.
Em repouso as suas paredes estão colabadas, criando pois uma cavidade virtual apresenta mucosa pregueada na virgem ,com epitelio estratificado.
No fundo da vagina abre-se o colo do útero. No momento do ato sexual ocorre fenômeno de distenção vaginal, aumentado de tamanho para acomodar o pênis.
Parte deste aumento de tamanho é dado pelo útero que desloca-se superiormente.


d. uretra

Logo acima da vagina abre-se a uretra . Diferentemente no homem que apresenta o pênis com função no ato sexual e na micção, na mulher as duas funções estão separadas.
Jocosamente podemos dizer que o homem foi planejado por um engenheiro, já a mulher teria sido por um arquiteto, pois separou o playground do esgoto.
As vezes as inibições no conhecimento do próprio corpo podem ser dramáticas. Certa vez em um hospital de Santos um jovem casal que mantinham relações sexuais ha 3 anos procurou um ginecologista pois a mulher tinha dores insuportáveis durante o ato sexual. Quando foi feito o exame ginecológico foi constatado que a mesma havia nascido com uma má-formação dos genitais, a agenesia de vagina e por 3 anos manteve relações sexuais pela urertra até dilatar a mesma.


e. clitóris

Localizado na porção superior da vulva, o clitóris é o grande órgão de prazer sexual na mulher, equivalendo em função à glande do pênis.
Apresenta uma estrutura interna semelhante ao pênis com órgãos cavernosos, portanto com função erétil.
Os pequenos lábios ao aproximarem-se dele separam-se e juntam-se com os contra laterais formando superiormente um prepúcio e inferiormente terminando no vestíbulo vulvar.


f. útero

Esta víscera feminina parece um animal, porque se move erraticamente no abdome. Aprecia aromas agradaveis, e avança em direção a eles, mas foge dos odores fétidos.”
Areteu da Capadócia (120-180)

O útero é um órgão único, muscular, medindo aproximadamente 7 cm de comprimento, apresenta formato semelhnte a uma pera (piriforme).
Situa-se na cavidade abdominal e atravessando a cupula (teto) da vagina ocupando parte da mesma (cérvix ou colo do útero).
É composto por 3 camadas:

serosa: reveste o útero;
miométrio: camada muscular , responsável pelas contraçõres uterinas (parto, dismenorréia);
endométrio: reveste internanmente o útero. É esta camada que mensalmente descama originando a menstruação.

Espacialmente o útero apresenta uma flexão de aproximadamente 90º , sendo dobrado para frente.
É no útero que ocorre a nidação (fixação) do embrião após a fecundação. Ai, o pequeno zigoto se implanta, prende e cresce, se alimentando do sangue materno.
O útero aumenta de tamanho proporcionalmente ao embrião, sendo que no fim da gravidez o útero chega a medir aproximadamente 35 cm , acomodando um feto de 50 cm mais placenta e cerca de 1 litro de liquido amniótico.


g. trompas

Lateralmente ao útero inciam-se as trompas (Trompas de Falópio) que tem por função captar e conduzir o óvulo em direção ao útero, permitindo a fecundação, que ocorre no seu terço distal.
A partir dai servem como conductos levando o ovo em direção ao útero
Também secretam substâncias nutritivas para as celulas reprodutoras.
As trompas apresentam formato cônico, medindo aprox. 7 cm de comprimento, apresentando dilatação na sua porção distal em formato de ampola, com diversas fimbrias (franjas).
.


h. ovários

Os ovários ou gônadas femininas apresentam formato ovalado, de coloração esbranquiçada (são as únicas visceras abdominais brancas) com pregueamento acentuado, medindo aproximadamente 5 cm de comprimento, assemelhando-se em formato a uma ameixa seca.
Tem dupla função: produção de celulas reprodutoras (óvulos) e dos hormônios sexuais.